sábado, 23 de dezembro de 2017

Retrospectiva 07 - O que joguei em 2017

Chega o final do ano e é tempo de relembrar os jogos que jogamos ao longo de 2017. Aqui não vou citar os jogos de Atari 2600 nem os títulos que analisei senão a coisa ficaria muito repetitiva. Resolvi, como sempre que faço essa retrospectiva, focar em coisas que joguei mas não citei aqui no blog. Esta retrospectiva é parte do meme "O que você jogou este ano" do excelente blog Marvox Brasil. 

Super Mario Galaxy  (Wii)

É um senhor jogo, que já joguei ano passado mas que continuei esse ano, apesar do pouco tempo que tive para explorar esse título a fundo. Parece repetitivo comentar , mas eu reforço tudo o que comentei sobre ele ano passado: gráficos perfeitos, trilha sonora inesquecível e um divertidíssimo uso do wiimote fazem deste meu jogo favorito do Wii  (e de toda a geração passada) até o momento. Ainda não peguei as 120 estrelas porque o tempo para jogá-lo ficou meio limitado. Mas eu ainda não desisti do desafio de pegar toas as estrelas...
Uma das muitas qualidades de Galaxy é ter algumas das melhores lutas contra chefes...
Knights of Pen and Paper (Android)

Uma verdadeira homenagem aos rpgs com muito bom humor e lotado de referências, KPP é um jogo de ar leve e descontraído que me divertiu muito entre momentos de espera entre um serviço e outro.

Beyond Two Souls  (PS3)

Este adventure exclusivo do ps3 foi criado pelo mesmo estúdio responsável pelo aclamado Heavy Rain. O carro chefe desse jogo é uma história profunda que mistura espiritualidade e ficção científica de forma magistral. A captura de movimentos e expressões faciais dos atores é primorosa e passa o clima de estarmos controlando uma super produção cinematográfica estrelando Ellen Page e Willem Dafoe. A dublagem é sensacional e a história, não linear, tem momentos inacreditáveis. Joguei com minha esposa no coop e curtimos muito cada minuto do jogo. É um jogo curto e com uma jogabilidade falha em alguns momentos, mas suas qualidades superam muito seus defeitos. Beyond Two Souls é um jogo inesquecível.

A fuga de trem é um dos momentos mais incríveis deste impressionante adventure.

The Lord of the Rings: Return of the King (GameCube)

Eu sou um admirador confesso da mitologia criada por Tolkien e seus personagens da Terra Média. O Senhor dos Anéis é meu livro favorito de toda a vida, e as excelentes adaptações para o cinema também são meus filmes favoritos (ultrapassando até mesmo O Rei Leão e Forrest Gump em minha preferência pessoal). Na época que este jogo saiu, eu era maluco para jogá-lo. Eu via nas revistas da época e achava sensacionais os gráficos... depois de adulto agora pude conhecer este jogo e não me arrependi. É um hack and slash muito bem feito, estilo Gauntlet. Joguei em coop com minha esposa e nos divertimos absurdamente. O jogo tem uma boa diversidade de fases e é muito fiel ao filme  (e por consequência aos livros também) e o coop é empolgante. Passa todo aquele clima de aventura medieval que a obra original transmite tão bem. Esse título é bastante desafiador, e várias vezes quase desistimos. O carisma de cada personagem e o excelente clima do jogo, no entanto, nos prenderam a ele até o final. É muito gratificante chegar do trabalho após um dia cheio, e depois de jantar ouvir a esposa dizer "E aí, vamos matar uns orcs?". E lá íamos nós matando orcs e curtindo cada momento. Pelo jogo em si que é super bem feito e pelos momentos divertidos no coop com minha esposa, esse foi um dos jogos que mais me marcaram esse ano.

Return of the King prima pela fidelidade ao mundo de Tolkien retratado nos filmes de Peter Jackson e Cia.

Yu-Gi-Oh! Worldwide Edition (GBA)

Aí está uma franquia da qual sempre gostei. Na época do lançamento eu sempre quis jogar, mas não tinha um GBA. Problema resolvido com o excelente visualboy advance para Android. Aqui as regras do card game são seguidas à risca nesse excelente simulador do jogo original. A variedade de cartas é enorme... O começo é um pouco difícil, mas progredindo um pouco mais nos duelos o deck tende a ficar mais equilibrado, facilitando muito a progressão. As muitas opções disponíveis garantem um alto fator replay em um formato excelente para um jogo portátil. O único defeito é o som, muito abaixo da média além de as músicas serem muito genéricas. Mesmo assim, é só deixar as coisas no mudo e se divertir com as cartas até enjoar. Gostei muito de ter jogado este aqui.

MotorStorm (PS3)

Mais uma que jogamos juntos aqui em casa. Até conhecer MotorStorm, o único jogo de corrida que minha esposa curtia era Mario Kart. Quando começamos MotorStorm, contudo, isso mudou. A diversidade de veículos e os cenários offroad garantem momentos dignos de um Mad Max da vida. Os tempos de loading são meio demorados, mas a excelente trilha sonora, bons gráficos e diversão desenfreada nos prenderam interessados no jogo por mais tempo. Jogar no meio de uma corrida insana revezando o controle com a esposa ouvindo Before I Forget do Slipknot ao fundo foi um dos ótimos momentos de jogatina aqui em casa esse ano. 

Rain God Mesa é uma das melhores pistas do jogo.

Crazy Taxi (Android)

A Sega acertou bonito com essa versão de Crazy Taxi. Joguei pelo Android e me surpreendi como o jogo funciona bem na tela de toque. O modelo de corridas desse jogo funciona incrivelmente para uma jogatina portátil. Apesar de alguns bugs irritantes aqui e ali, a adaptação é primorosa em todos os aspectos, mantendo até a empolgante trilha sonora do original de Dreamcast, com The Offspring, Bad Religion e tudo...
Este aqui salvou nas horas de espera ao longo do ano...


Mario Party 2 ( Nintendo 64) / Mario Party 5 (Gamecube)

A famosa série de jogos de tabuleiro multiplayer é um estouro desde o primeiro jogo lançado lá em 1999. A fórmula competitiva mais o componente de sorte desses jogos faz com que eles não envelheçam. Esse ano minha esposa e eu jogamos desde janeiro, sempre uma partida em algum raro final de semana livre. Jogamos tanto o segundo quanto o quinto, até o momento meus favoritos dessa série (ainda não pude jogar todos). Recomendadíssimos.

Meu Mario Party favorito no Nintendo 64

Até aqui só joguei o quinto no Gamecube
New Super Mario Bros. Wii (Wii)

A sequência do ótimo New Super Mario Bros de Nintendo DS (que joguei lá em 2013) parece exatamente o que o título sugere: uma versão aumentada e aprimorada para o Wii. Diferente do original, no qual o multiplayer é um ótimo extra, aqui ele é parte integral da experiência, pois aqui finalmente temos o verdadeiro multiplayer que desde Super Mario World todos queriam ver: um modo cooperativo com um a quatro jogadores na mesma fase. Eu já esperava um bom jogo, mas não imaginava que um multiplayer coop em um Mario 2D poderia ser tão divertido.



*

O ano de 2017 aqui no blog me deixou muito satisfeito, apesar do segundo semestre ter sido meio devagar. Foi possível publicar muita coisa que eu tinha em mente para esse espaço. Apesar de eu ter jogado muitos títulos diferentes, em poucos deles pude me aprofundar como antigamente eu podia fazer. Este ano foram realmente válvulas de escape, mas sem muito aprofundamento. Minha meta para 2018 é jogar menos títulos diferentes, porém com um maior envolvimento. A todos que acompanharam este blog em 2017, desejo uma excelente entrada de ano em todos os sentidos. Que venha 2018!


Imagem inline 1



Arquivos do Woo [CyberWoo]--------------------www.arquivosdowoo.com.br
Blog Desocupado [Paulo Victor]------------------ http://des-ocupado.blogspot.com.br
Blog MarvoxBrasil [Marvox]------------------------ http://marvoxbrasil.wordpress.com
Gamer Caduco [Caduco]--------------------------- http://gamercaduco.com
Gamerníaco [Eduardo Farnezi]------------------- http://gamerniaco.wordpress.com
GebirgeBR [Gebirge]------------------------------- www.youtube.com/GebirgeBR
Jogatinas Saudáveis [Rodrigo Vigia]------------- www.youtube.com/vigiabr
Jornada Gamer [UsoppBR]------------------------ http://alvanista.com/nostallgiabr
Locadora Resident Ivo [Ivo Ornelas]------------- www.locadoraresidentivo.com
Old Magus Pub [Lucas Vinicio]-------------------- http://oldmaguspub.blogspot.com.br
QG Master [Marcos Vieira Machado]------------ http://qgmaster.blogspot.com.br
U-8Bits [Ulisses 8 Bits]---------------------------- http://ulisses8bits.blogspot.com.br
Vão Jogar! [Rafael "Tchulanguero" Paes]------ https://vaojogar.com.br
Vão Jogar! [Rodrigo Borges]---------------------- http://vaojogar.com.br
Vão Jogar! [Somari]-------------------------------- https://vaojogar.com.br
Vão Jogar! [sucodelarAngela]-------------------- http://vaojogar.com.br
Videogames com Cerveja [Felipe B. Barbosa]--- http://www.vgscomcerveja.com.br



7 comentários:

  1. Fala meu velho, beleza? Você jogou mais jogos que euz esse ano, mas a minha maior surpresa na sua lista foi Mario Party 2. Que legal você jogar esse game com sua esposa. Eu joguei muito esse game na época no N64 com outros 3 amigos, jogamos MUITO MESMO e me lembro que quase quebramos o analógico do N64 com as disputas, foram ótimos momentos e fico feliz em saber que pessoas ainda jogam esse game que é passa meio desconhecido por muita gente. É uma satisfação pessoal maluca minha hahahaha!
    Eu também estou participando da lista e em breve vou postar lá no meu bloginho.
    Shows de bola meu velho! Um grande abraço para você e Feliz 2018.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nobre Ivo! Um feliz 2018 a você e toda sua família... 
      Kkkk... Mario Party nós jogávamos bastante entre amigos, quando um brother nosso que tinha um Nintendo 64 (eram poucos por essas lados!) alugava e a gente fazia a festa a tarde toda. Era muito bom! Eu nunca ganhava nada! Hoje em dia nós jogamos pelo Wii usando o controle de gamecube. Aí a coisa ficou chique! Posta lá que eu quero ver sua lista também... Grande abraço Ivo!

      Excluir
  2. Crazy Taxi!
    Como eu amo esse jogo!
    Aliás, eu sou apaixonado pelo Dreamcast, então...

    Boa lista, bons games.
    Aliás, quanto a Beyond, ele é bem único mesmo.
    Me recordo de não ter gostado muito dele enquanto jogo, mas sua história e cinematografia ficaram marcadas em minha mente para sempre.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uma coisa que eu sempre achei legal no dreamcast é que os jogos não eram mais voltados para um público mais jovem (como a Nintendo) ou mais "maduro" (Sony)... Eles ficavam com um excelente meio termo, seus jogos mo geral agradavam todas as idades com aquele jeitão estiloso típico da saudosa Sega... Crazy Taxi representa muito bem essa pegada da Sega. Sinto falta de ver uma produtora de jogos assim hoje em dia.

      Excluir
  3. Fala Old Magus, tudo bem? Caramba, viajei legal nessa sua lista, vários jogos que cheguei a curtir bastante em momentos passados, tenho Wii até hoje e gosto de relembrar o que joguei nele.

    Super Mario Galaxy - Acho que depois de Mario 64 a linha Galaxy acertou em cheio, gosto tanto do 1º quanto do Galaxy 2.

    Beyond Two Souls (PS3) - Quantic Dreams, o que falar né, queria muito ter mais oportunidades de curtir os jogos deles e esse com certeza jogaria pra valer, acho que gostaria tanto quanto gosto de Fahrenheit.

    Crazy Taxi (Android) - Saudades desses jogos extrovertidos que você só jogava para curtir e ainda ouvia suas bandas favoritas. Época marcante!

    Mario Party 2 (Nintendo 64) - hahaha, Mario Party é muito legal, acompanhei os 3 jogos do N64, gosto tanto desse quanto do 3. Depois só fui voltar a jogar no 8 pelo Wii que também é muito engraçado.

    New Super Mario Bros. Wii (Wii) - Um dos últimos jogos de Wii que joguei e queria muito mesmo curtir todas as fases dele. É gostoso demais sentir o clima desse jogo!

    Grande abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tudo bem Marvox e você? Muito legal participar desse meme. Ótima iniciativa! Esse ano joguei menos do que eu gostaria, mas foi muito divertido. Grande abraço

      Excluir
  4. Que seleção linda de jogos!

    Na cidade onde cresci o acesso a jogos era bem limitado (a não ser que você quisesse jogar Winning Eleven, que toda casa e locadora tinham), e o que me sobrava era pedir revistas de lançamentos para minha mãe e ficar namorando os títulos que nunca teria. LotR: Return of the King foi capa de uma revista que, não sei muito bem porque, me marcou muito. Ficou meses na minha escrivaninha para eu poder folhear de novo os screenshots do jogo. Muito bom saber que o jogo também é bacana fora da minha imaginação infantil.

    Sendo alguém que joga bastante com a namorada, já anotei quase todos os títulos que você jogou com sua esposa aqui para 2018. Já joguei o New Super Mario Bros. no Wii com alguns amigos, e ele é ótimo para revelar tanto o melhor quanto o pior das pessoas hahaha

    Um abraço, Old Magus! Que venha o novo ano recheado de jogos e conteúdo por aqui (:

    ResponderExcluir